A proposta política do Evangelho

___________________________________________________________________________________________

Jesus veio nos trazer uma nova proposta civilizatória, política, resumida na expressão Reino de Deus – por Frei Neto

……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

No catecismo aprendemos que a palavra Evangelho significa Boa Nova

No catecismo aprendemos que a palavra Evangelho significa Boa Nova |

JESUS MILITANTE – EVANGELHO E PROJETO POLÍTICO DO REINO DE DEUS (editora Vozes) me consumiu vários anos de pesquisas e leituras. É uma análise detalhada do Evangelho de Marcos, o primeiro a ser escrito, e no qual se inspiraram os evangelistas Mateus e Lucas.Escrito em linguagem acessível, e até mesmo didática, tratei de evitar o “teologuês”, de modo que os leitores possam entender o que, de fato, Jesus nos veio propor.

Já no catecismo aprendemos que a palavra Evangelho significa Boa Nova. Mas que Boa Nova Jesus nos veio anunciar? Uma nova religião que, inspirada no seu testemunho, ficou conhecida como Cristianismo? Uma nova instituição religiosa chamada Igreja?

Jesus não teve a pretensão de fundar nada. Quis apenas nos transmitir que Deus nos criou, como regista o Génesis, para vivermos num paraíso. Se o projeto de Deus para a história humana foi subvertido pelo abuso de nossa liberdade – inclusivé de rejeitar a proposta divina – uma segunda oportunidade Deus nos ofereceu ao se fazer presente entre nós na pessoa de Jesus.

Portanto, Jesus veio trazer-nos uma nova proposta civilizatória, política, resumida na expressão Reino de Deus. Aliás, esta expressão aparece 122 vezes nos quatro evangelhos. E o vocábulo Igreja apenas duas vezes, e assim mesmo em num único evangelho, no de Mateus. Contudo, muito falamos de Igreja e pouco de Reino. Isso se explica por duas razões: a tradição cristã cometeu o equívoco de situar o Reino de Deus nas esferas celestiais, quando na proposta de Jesus figura no nosso horizonte histórico. E pelo fato de hoje em dia termos raros reinos, muitos deles meramente decorativos.

Ora, por que Jesus – tão amoroso e misericordioso – morreu cruelmente assassinado na cruz, a pena de morte dos romanos que ocupavam a Palestina no século I? Por razões óbvias: ele ousou, dentro do reino de César, anunciar um outro reino possível, o de Deus. Por isso o condenaram como subversivo. Assim, todos nós cristãos somos discípulos de um prisioneiro político.

A proposta civilizatória de Jesus se baseia em dois pilares – é o que ressalta o Evangelho de Marcos: nas relações pessoais, o amor, incluído o perdão; nas relações sociais, a partilha dos bens da Terra e dos frutos do trabalho humano. Portanto, a Igreja deveria ser o Movimento de Jesus, ou seja, o movimento que congrega os seus discípulos dispostos a abraçar o exemplo de sua militância para instaurar, na história, o projeto politico do Reino de Deus, no qual não haveria opressões e exclusões, nem devastação da natureza.

Este é o conteúdo de JESUS MILITANTE, no qual analiso os diferentes trechos de cada um dos capítulos do Evangelho de Marcos. O modo como Jesus rompeu com a religião esclerosada e fundamentalista do templo de Jerusalém; a sua radical opção pelos pobres; as suas críticas às injustiças sociais; o seu repúdio à ocupação romana da Palestina.

Tudo isso reforça a certeza de que, em se tratando de Jesus, estamos diante de um paradigmático militante político numa época em que ainda não havia discernimento entre religião e politica, pois quem detinha o poder politico tinha também o poder religioso e vice-versa.

Espero que a leitura de JESUS MILITANTE nos faça compreender o caráter revolucionário da proposta de Jesus, e de como devemos dar continuidade à sua militância, imbuídos do propósito, não de ter fé em Jesus, mas de ter a fé de Jesus.

Adquira-o mais barato e receba-o pelo Correios: tecacarvalho@uol.com.br / freibetto.org

__________

Frei Betto – é escritor e religioso dominicano. Recebeu vários prêmios por sua atuação em prol dos direitos humanos e a favor dos movimentos populares. Foi assessor especial da Presidência da República entre 2003 e 2004.

_______________________________________________________________________________________________In https://domtotal.com/artigos/?id=10072

 

Logo

Nascemos porque acreditamos que a Regionalização é uma prioridade política nacional capaz de criar novos dinamismos sociais e económicos para construir uma sociedade mais justa e próspera.

Politicamente inconvenientes precisamos que seja nosso aliado na defesa da região Norte para enfrentarmos os desafios de sempre. Sem medo, com a independência que nos é oferecida pelos nossos leitores de quem dependemos ao produzir diariamente os conteúdos noticiosos que editamos.

Esteja connosco nesta luta comum. ASSINE AQUI. Obrigado

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com