Como vigiar o Reino de Bragança!

Detalhes… no reino encantado de Trás-os-Montes… a Torre de Menagem e a Torre da Princesa…

_____________________________________________________________
“Escuta e serás sábio. O começo da sabedoria é o silêncio.” – Pitágoras
_____________________________________________________________
Dentro das muralhas do castelo de Bragança, a torre de Menagem do Castelo e a enigmática torre da Princesa – Um dos mais importantes e bem preservados castelos portugueses, apresenta-se de feição medieval, em estilo gótico e com uma imagem marcante no território e na cidade, que advém da sua dimensão e da imponência da Torre de Menagem. Do alto das suas muralhas e da torre consegue-se abranger grande vastidão de território e a Serra de Montesinho.
A elegante Torre de Menagem foi construída por ordem de D. João I e seria concluída em 1439, já no reinado de D. Duarte, destaca do resto das muralhas. Apresenta vigias nos ângulos e uma cisterna no interior. Destaca-se a janela ogival geminada, da fachada sul. O terraço ameado proporciona uma bela vista panorâmica sobre as serras de Nogueira, Coroa e Montesinho e, a Norte, sobre os cumes da Sanábria.
A Torre de Menagem, é de construção em alvenaria de xisto com cunhais, vãos e elementos estruturantes em granito aparelhado, possui os diversos pisos em abóbadas de aresta reforçadas por arcos totais. Os vãos são de desenho gótico mainelado e uma das fachadas tem pedra de armas com o Brasão da Casa de Avis. O coroamento da torre é majestoso, com guaritas cilíndricas nos vértices, ameias e seteiras cruzetadas, e balcões com mata-cães.
Desde 1936 que funciona um Museu Militar nas dependências da Torre de Menagem.
A torre da Princesa está endossada as muralhas norte do Castelo de Bragança, junto a um dos cubelos, antigo Paço do Alcaide. Edifício de características residenciais (torre-alcáçova), a sua existência é cercada de histórias, uma das mais populares a Lenda da princesa moura. Em tempos históricos, afirma-se que foi habitada por D. Sancha, irmã de D. Afonso Henriques, a título de refúgio diante das infidelidades conjugais praticadas por seu esposo Fernão Mendes. Nela, também, esteve encarcerada D. Leonor, esposa do quarto duque de Bragança, D. Jaime, acusada (injustamente) de adultério pelo próprio marido. O duque acabou por assassinar a esposa, no Paço Ducal de Vila Viçosa, a punhaladas, a 2 de Novembro de 1512.
Mas no imaginário das gentes de Bragança, esta torre esta sempre ligada a Lenda da Princesa, que reza assim:
“Num tempo em que Bragança ainda não se chamava assim, já lá havia o castelo de Bemquerença onde vivia com o senhor desse castelo uma linda princesa órfã, sua sobrinha.
A princesa tinha-se apaixonado por um jovem nobre e valoroso, apesar de pobre. Este, que também a amava, partira para procurar fortuna, prometendo só voltar quando se achasse digno de a pedir em casamento.
Durante muitos anos a princesa recusou todas as propostas de casamento, até que o tio resolveu forçá-la a casar-se com um nobre cavaleiro seu amigo. Quando a jovem foi apresentada ao cavaleiro decidiu contar-lhe que o seu coração era do homem por quem esperava há 10 anos. Este facto despertou a cólera do tio, que resolveu vingar-se.
Nessa noite, o senhor do Castelo disfarçou-se de fantasma e, entrando por uma das duas portas dos aposentos da princesa, disse-lhe que esta seria condenada para sempre se não acedesse a casar com o cavaleiro. Quando estava a ponto de a obrigar a jurar por Cristo, a outra porta abriu-se e, apesar de ser noite, entrou um raio de sol que desmascarou o falso fantasma.
A partir de então a princesa não mais foi obrigada a quebrar a sua promessa e passou a viver recolhida numa torre que ficou para sempre lembrada como a Torre da Princesa, e as duas portas passaram a ser conhecidas como Porta da Traição e Porta do Sol, respectivamente.
————————————————————————————————————
(41°48’14.81″N 06°44’56.85″W) Castelo – Bragança – Nordeste – Trás-os-Montes – Portugal
_____________
Por Daniel Jorge
____________________________________________________________________________________________________________
 
Logo

Nascemos porque acreditamos que a Regionalização é uma prioridade política nacional capaz de criar novos dinamismos sociais e económicos para construir uma sociedade mais justa e próspera.

Politicamente inconvenientes precisamos que seja nosso aliado na defesa da região Norte para enfrentarmos os desafios de sempre. Sem medo, com a independência que nos é oferecida pelos nossos leitores de quem dependemos ao produzir diariamente os conteúdos noticiosos que editamos.

Esteja connosco nesta luta comum. ASSINE AQUI. Obrigado

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com