Os Problemas da Bola (3)

Falta de respeito por quem sabe

No futebol e, mesmo na sociedade moderna, todo o indivíduo parece que sabe e percebe de tudo mas, realmente quem sabe nunca é respeitado e tido em conta. Eu creio que esta temática é subjacente ao futebol e à sociedade, porque há uma falta de humildade tremenda em todo o indivíduo da sociedade, cada vez menos as pessoas acreditam em algo que lhes é dito por alguém que está dentro de certas temáticas.

O futebol é um daqueles mundos onde este fenómeno acontece em demasia na minha opinião. Tudo é criticado no futebol e, para além disto, qualquer pessoa percebe mais que os intervenientes sendo inclusive melhor que eles. Um dos maiores intervenientes do jogo, os árbitros, são o expoente máximo deste fenómeno, a meu ver.

Um árbitro para ser árbitro tem de estudar as leis do jogo, é sujeito a testes sobre essas leis e, de seguida, passa para os testes físicos. Com isto, conseguimos perceber que para se ser árbitro tem de se percorrer um caminho difícil que dá a este interveniente do jogo, uma maior capacidade de tomar certas decisões num jogo do que qualquer fã de futebol. Ainda assim, contesta-se o trabalho dos juízes e as juízas em todos os campos, mesmo sendo estes mais informados e instruídos sobre o desporto que qualquer fã de futebol. Com estas críticas todas foi desenvolvido o VAR (vídeo-árbitro) para aumentar o rigor das decisões, ou seja, os erros estão a diminuir.

O trabalho do árbitro tem de ser visto da mesma forma que o do jogador, sendo o erro possível. Analisemos esta questão de forma prática e com exemplos. Se um árbitro assinalar um penálti, que deixa dúvidas e que parece na opinião pública que não era penálti e este penálti acaba por ser convertido e dá o golo da vitória a essa equipa, ou seja, a equipa vence devido a um erro de arbitragem. Vamos analisar agora outro exemplo. Se um defesa central falha um corte e o avançado faz um golo simples e a equipa do avançado iria vencer o jogo devido a um erro de um jogador da equipa adversária. Em suma, tanto no penálti como no erro do jogador acaba-se por vencer o jogo por erros humanos e que nenhum indivíduo pode controlar, o que é possível pois “errar é humano”. Apesar de tudo, os jogadores não são tão criticados como os árbitros, porque o valor da camisola entra em questão mas, a culpa não é só dos árbitros.

Os treinadores de bancada

Outro dos fenómenos de falta de respeito por quem sabe são os “treinadores de bancada” e os comentadores. Eu acho que quando criticamos os treinadores e as suas opções já é mais normal que criticar um árbitro, pois normalmente o fã de futebol não sabe as leis da arbitragem, sabendo só as regras gerais mas, ao ver futebol adquire conhecimento como movimentações, táticas, entre outros, que permitem a crítica, na minha opinião. Apesar disto, acho que há fãs que ao analisar futebol são muito duros e não tem noção que: os treinadores trabalham durante uma semana com os seus jogadores para preparar um jogo, ou seja, têm noção de quem está mais preparado para cada jogo; os treinadores têm de decidir no momento tendo mais dados que qualquer adepto que está a ver de fora e, decidir no momento e num estádio e decidir na bancada é completamente diferente. Concluindo, devemos tecer criticas dizendo sempre “sem conhecer o trabalho dos jogadores durante a semana” ou “cá fora é mais fácil, lá dentro é mais difícil”, fora isso, discutam o futebol que é algo tão bom de se fazer.

No futebol e na sociedade quando criticamos temos de ter noção que não sabemos tudo e que há gente que sabe sempre mais que nós. Se alguém tem mais habilitações que nós, trabalha durante algum tempo no meio e lida com pressões que o fã de futebol não lida. Temos de perceber que podemos criticar mas, nunca faltando ao respeito nem menosprezando os intervenientes, pois não estamos lá. Acima de tudo, devemos discutir futebol, falar sempre sobre bola com amigos, com os familiares, com toda a gente mas, respeitando quem realmente intervém no jogo.

_______________

Por David Carvalho

________________________________________________________________________________________________________________

 

Logo

Nascemos porque acreditamos que a Regionalização é uma prioridade política nacional capaz de criar novos dinamismos sociais e económicos para construir uma sociedade mais justa e próspera.

Politicamente inconvenientes precisamos que seja nosso aliado na defesa da região Norte para enfrentarmos os desafios de sempre. Sem medo, com a independência que nos é oferecida pelos nossos leitores de quem dependemos ao produzir diariamente os conteúdos noticiosos que editamos.

Esteja connosco nesta luta comum. ASSINE AQUI. Obrigado

PHP Code Snippets Powered By : XYZScripts.com